Exportações de calçados seguem em alta

Exportações de calçados seguem em alta

11/11/2021

Dados elaborados pela Abicalçados apontam que as exportações de calçados seguem em elevação. No mês dez, foram embarcados 12,85 milhões de pares, que geraram US$ 93,96 milhões, altas de 23,3% e 69,6%, respectivamente, ante o mês correspondente de 2020. É o primeiro mês de 2021 que registra altas em volume e receita na relação com o período pré-pandemia, em 2019 (de 15,9% em volume e 7,2% em dólares). Com isso, no acumulado dos dez meses do ano, as exportações somaram 99 milhões de pares, gerando US$ 712,4 milhões, incrementos de 32,2% em volume e de 30,7% em receita na relação com o mesmo ínterim do ano passado. No comparativo com o acumulado de 2019, as exportações de calçados estão 2,7% superiores em volume e 13,2% inferiores em dólares. Ainda conforme o relatório da Abicalçados, o nível pré-pandemia das exportações brasileiras de calçados já foi superado em 95 países de destino.

O presidente-executivo da Abicalçados, Haroldo Ferreira, destaca que outubro registrou o melhor mês de 2021 para as exportações brasileiras de calçados. Outro fato relevante, segundo ele, é que o crescimento foi puxado pelos calçados de couro, com aumento de 6,5% em dólares e 15,9% em volume, frente a outubro de 2019, ganhando participação na pauta de exportação. "São calçados de maior valor agregado, que quando aumentam a participação nos embarques geram resultados expressivos", comenta. 

Comunicação da Abicalçados