Indústria puxa criação de empregos formais no RS neste ano

Indústria puxa criação de empregos formais no RS neste ano

14/10/2021

O Rio Grande do Sul começa a retomar as contratações formais, que foram diretamente impactadas pela pandemia. De janeiro a agosto de 2021, o Estado gerou 118,8 mil empregos, o que representa uma alta de 4,7%. Os dados fazem parte do Boletim de Trabalho, publicação do Departamento de Economia e Estatística (DEE), vinculado à Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), divulgado na manhã desta quarta-feira (13) pelo governo do Estado.

O estudo, elaborado pelos pesquisadores Raul Bastos e Guilherme Xavier Sobrinho, aponta a indústria na liderança na criação de postos de trabalho no acumulado dos oito meses de 2021, representando 38,8% do total, com destaque para os segmentos de máquinas e equipamentos e o coureiro-calçadista. O ranking é seguido do setor de serviços (37,6% do total), comércio (16,8%), construção (4,7%) e agropecuária (2,1%).

As informações, elaboradas a partir de informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) e do Novo Caged, do Ministério da Economia, apontam saldo positivo de 7,65% no período de 12 meses - entre setembro de 2020 e agosto de 2021), o equivalente a 188,1 mil novos empregos. Já na análise mensal, o Estado gerou 11,8 mil vínculos formais no mês de agosto em relação a julho deste ano.

Jornal do Comércio