O que esperar das feiras calçadistas

O que esperar das feiras calçadistas

07/07/2021

Um dos setores mais afetados pela pandemia foi o de eventos, fazendo com as tradicionais feiras calçadistas precisassem adaptar seus formatos ou, até mesmo, adiar a realização para o ano que vem. Confira a seguir como as principais promotoras estão se organizando para com, o avanço na vacinação, retomar os eventos presenciais. 

40 Graus, SICC e Zero Grau

Promovida pela Merkator Feiras e Eventos, a Zero Grau foi a única feira presencial ocorrida no Rio Grande do Sul desde que a pandemia começou. Realizada em novembro - com o aval do governo do Estado - o evento foi considerado um sucesso e resultou em volume expressivo de vendas.

Os outros dois eventos da promotora - 40 Graus e Salão Internacional do Couro e Calçados (SICC) - foram adiados para o ano que vem. Porém, em 2020, o SICC ocorreu de maneira digital. "Tivemos bons resultados em visitação e proporcionamos muito conteúdo através das palestras", comenta a diretora de Relacionamento da Merkator, Roberta Pletsch.

Agora, a Merkator está focada na realização presencial da Zero Grau, marcada para 15, 16 e 17 de novembro, no Serra Park, em Gramado/RS. Para 2022, Roberta projeta um ano satisfatório no setor de eventos. "Ano de recuperar o tempo perdido e gerar cada vez mais empregos. Sabemos que momentos difíceis sempre existirão e aprendemos que ter calma, paciência, resiliência e estar sempre inovando, são fundamentais para manter uma empresa em plena pandemia."

Couromoda

Desde que a pandemia começou, os organizadores da Couromoda - realizada tradicionalmente em São Paulo/SP - optaram pelo evento digital. Com o projeto "Couromoda o ano todo", a ideia é oferecer ao varejo e indústria novas oportunidades de fazer negócios. São quatro edições digitais da feira ao longo de 2021 - em datas estratégicas e com importantes motes comerciais - além do evento presencial de 16 a 18 de janeiro de 2022, no Expo Center Norte, em São Paulo.

A próxima edição da Couromoda digital ocorre entre 23 e 25 de agosto, com foco no alto-verão e Dia das Crianças. Já a última edição do ano será nos dias 3, 4 e 5 de novembro, com preview Couromoda e Natal. A definição das datas foi feita com base em uma compilação de pesquisas de entidades do varejo, que apontaram os períodos mais importantes, em termos de vendas, para o comércio.

"Ouvimos fabricantes, lojistas e representantes para encontrar o melhor período para a realização do evento digital, de modo que permitisse ao expositor mostrar suas novidades e entregar os produtos em tempo de serem comercializados pelos lojistas", afirma a organização. 

Francal

Ao longo da pandemia, a Francal Feiras não promoveu nenhuma edição presencial de sua tradicional feira de calçados em parceria com a Ablac, a Francal Ablac Show. Em junho do ano passado, para manter o relacionamento com seus públicos, a promotora paulistana, que promove feiras para 14 segmentos diferentes, organizou um webinar sobre marketing digital. "Os eventos virtuais servem muito para relacionamento, informação e para perspectiva de geração de negócios. No entanto, estas ações digitais não têm conseguido materializar negócios", afirma o presidente da Francal Feiras, Abdala Jamil Abdala.

A Francal Ablac Show - 52ª Feira Internacional da Moda em Calçados e Acessórios -, que estava marcada para 11 a 13 de agosto de 2021, em São Paulo/SP, foi adiada para 22 a 24 de agosto de 2022. "Queremos que a feira gere negócios e para que isso aconteça de forma segura, precisamos preservar a saúde de todos os públicos que estejam envolvidos no evento. 

Fimec

Por conta do aumento no número de infectados com a Covid-19, além da dificuldade na participação de visitantes estrangeiros, a Fimec - agendada para o mês de maio de 2021 - foi adiada para o ano que vem.

"A decisão foi em conjunto com o Conselho da Fenac, o qual fazem parte entidades nacionais relacionadas ao calçado. Se chegou à conclusão assertiva de que era muito melhor para a perenidade da Fenac, e da feira, que a edição fosse adiada. Neste ano, em breve, traremos novidades para manter a relação com os expositores e com o público visitante", explica o diretor-presidente da Fenac Experiências Conectam, Marcio Jung.

Para o ano que vem, a organização prevê uma superfeira. "Talvez uma das maiores dos últimos tempos, em função da ansiedade das pessoas para participar de eventos e ter contatos efetivos nesse segmento", projeta Jung.

Jornal Exclusivo