Volume importado pela indústria sobe 11,2% em novembro, aponta FGV

Volume importado pela indústria sobe 11,2% em novembro, aponta FGV

16/12/2020

Em meio às queixas de empresários sobre a falta de insumos, houve crescimento de 11,2% no volume importado pela indústria de transformação, e alta de 16,5% na agropecuária em relação ao mesmo mês de 2019, segundo os dados do Indicador de Comércio Exterior (Icomex) do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). Na indústria extrativa, o volume importado recuou 9,9% em novembro deste ano ante novembro do ano passado.

Segundo o levantamento, na agropecuária, os produtos com crescimento nas importações acima de dois dígitos foram milho, carne bovina in natura, fumo em folhas e soja em grão. Outros destaques foram o óleo de soja, arroz, couro e farelo de soja, todos classificados como indústria de transformação. Também foi relevante o aumento no volume importado de alumínio, laminados planos e cobre.

"A escolha desses produtos está associada ao debate analisado pela Sondagem da Indústria elaborada pelo Ibre/FGV sobre declarações de representantes dos setores sobre a falta de insumos no mercado doméstico e no mercado internacional. A pressão sobre a demanda poderia traduzir-se em pressões inflacionárias", ressaltou a FGV, em nota oficial. A desvalorização do câmbio efetivo foi de 30% entre novembro de 2019 e 2020, ressaltou o documento. A FGV lembra que a pandemia provocou interrupções nas cadeias de produção e elevação nos 

Agência Estado