Chatos - Artigo de André L. T. Nodari/Diretor da NBN Tecnologia

Chatos - Artigo de André L. T. Nodari/Diretor da NBN Tecnologia

28/11/2019

Catão, o velho, era um chato.  Na Roma do segundo século antes de Cristo, finalizava todas suas falas com "delenda est Cartago " -  Cartago deve ser destruída.  Cartago era a grande rival de Roma.
No final de todos seus discursos no senado, Catão finalizava dizendo "Cartago deve ser destruída". Um amigo perguntava as horas a Catão: "quase vésperas, e Cartago deve ser destruída".  O taberneiro perguntava o que Catão queria comer: "Lampreias ao alho, e Cartago deve ser destruída".
Meus filhos me acham um chato. E mais chato agora do que antes. Antes eu falava sobre Roma e ópera. Agora só falo sobre produtividade e transformação digital. 
O fato é que o assunto é importante. Tão importante como era a destruição de Cartago para Catão. É uma questão de sobrevivência. Sem aumento de produtividade vamos ficar estagnados na melhor das hipóteses. Para um futuro melhor para nós, nossas famílias e para o Brasil como um todo, a produtividade tem de aumentar muito. Umas cinco vezes para chegarmos à produtividade do trabalhador dos Estados Unidos.
E produtividade se aumenta com tecnologia inovadora. Foi assim na primeira revolução industrial(final do século XVIII- Máquinas a vapor, locomotivas, indústria têxtil). Também foi a tecnologia que possibilitou a segunda revolução industrial (aprox. 1850 a 1940: Eletricidade, aço, petróleo, motor de combustão interna, produção em massa, telégrafo). E na terceira não foi diferente (1945 até agora: Eletrônica, informática, telecomunicações, robôs, automação).
E agora estamos na quarta revolução industrial. Sistemas ciber-físicos, Gêmeos digitais, Big Data, internet das coisas, Inteligência Artificial. Um mundo digital que possibilita compreender melhor a realidade, projetar produtos e serviços com mais eficiência e os fabricar sem erros ou desperdícios. Novamente, produtividade e transformação digital.
Não estou sozinho na minha insistente repetição sobre o assunto, há mais chatos por aí. A Transformação Digital caiu no gosto da mídia. Todos falam sobre ela em suas várias encarnações, especialmente como"Indústria 4.0".  Escrevem sobre  governo 4.0,  direito 4.0, cozinha 4.0 e por aí afora. O que dá a nítida impressão que isto tudo não passa de um modismo.
Mas não é. A transformação digital está acontecendo neste instante em todo o mundo, com maior ou menor intensidade. A liderança é claramente dos alemães, mas a disseminação é clara. Muito se viu de indústria 4.0 (digitalização, internet em máquinas, sensores em rede)  na Simac - Tanning Tech deste ano, e também na Fimec. E a boa notícia é que ainda há tempo para montar neste cavalo.
Em tempo: Cartago foi destruída e Roma prosperou. Talvez ser chato não seja tão ruim assim. E não se esqueça da importância da Produtividade e da Transformação Digital.